Alisamento sem Formol | Keune Keratin Smoothing

por | 22 ago 2017 | Tratamentos

Alisamento sem formol que repõe a Queratina dentro e fora do córtex capilar. Com o Keune Keratin Smoothing o cabelo rebelde fica liso, fácil de lidar e sem frizz.

Indicado para cabelos com frizz, crespos, cacheados ou ondulados (porosos, saudáveis, com ou sem coloração), o alisamento sem formol KERATIN SMOOTHING TREATMENT é composto de um processo de cinco passos, utilizando os produtos Smoothing Cream, Keratin Moisturizer, Smoothing Mask, Smoothing Serum e Neutralizing Balm. Todo o processo leva em torno de 4 a 6 horas.

Como funciona

KERATIN SMOOTHING TREATMENT age nas pontes de dissulfeto do cabelo, alisando, hidratando e devolvendo a queratina a ele. Durante o procedimento os fios são tratados simultaneamente. Em cabelos sensibilizados, o processo é ainda mais rápido. Os retoques devem ser feitos, no mínimo, a cada três meses e apenas na raiz de crescimento, não sendo necessário aplicar duas vezes no mesmo lugar.

Vantagens

  • O cabelo só é procssado uma vez no mesmo lugar, o que preserva a estrutura dos fios alisados.
  • No retoque, o processo é mais rápido.
  • Ao ser tratado com os produtos de manutenção Care Line Keratin Smoothing, o cabelo fica cada vez mais hidratado e com aspecto saudável.
  • Os fios podem ser coloridos normalmente sem que sua estrutura seja afetada. No dia do alisamento, podem ser tonalizados e, após 48 h, é possível colori-los com amônia.

Diferenciais

  • É um sistema de alisamento com tratamento, que devolve a queratina ao fio.
  • O alisamento é mais suave, e pode ser usado também em cabelos porosos e loiros.
  • Proporciona mais balanço ao cabelo, deixando-o com um aspecto natural, saudável e com brilho.
  • Não necessita de tensão durante processo de alinhamento dos fios.
  • Após seis meses o cabelo se mantém saudável, sem deixar a raiz oleosa
Linha de Produtos Keune Keratin Smoothing Treatment

A VEJA SP testou e aprovou o Keratin Smoothing, confira o artigo publicado no “Beleza de Blog”.

“Tenho o cabelo rebelde: ele não é nem enrolado, nem liso, nem bonito. Ainda na adolescência, ficou volumoso, ganhou umas ondas e, depois de algumas (muitas) escovas progressivas, ficou quebradiço e passou a cair.

Depois da decisão de abandonar o alisamento com formol, estava há mais ou menos um ano sem usar nenhuma química no cabelo, driblando a situação com muita escova e hidratação. Na semana passada, prestes a viajar, não aguentei e procurei uma alternativa.

Thiago Cardoso, do Color Boutique, me recomendou o Keratin Smooth, da marca holandesa Keune.  Falei que não queria perder a naturalidade das minhas pontas, que já estavam voltando ao normal, mas queria algo que controlasse o volume no topo da cabeça, piorado pelos fiozinhos novos de cabelo que estão crescendo. Ele me disse que essa era a melhor alternativa.

É um alisamento à base de Tioglicolato de Etanolamina, um derivado da Amônia (uma das alternativas que falei aqui no post “tudo sobre progressiva), porém enriquecido com queratina. Entre um passo e outro do processo, shots de queratina são aplicados nas mechas para fortalecer os fios.

O processo é demorado. Envolve cinco passos com tempo de ação médio de 20 minutos cada, além do tempo de aplicação. No total, foram quatro horas no salão, para fazer apenas a raiz do cabelo.

Quase uma semana depois, o resultado é satisfatório. Minha raiz está lisíssima (acho que até um pouco mais do que eu queria) e as pontas ganharam um pouco de brilho e controle por causa da queratina. Estou lavando o cabelo e deixando secar naturalmente, para ficar com movimento (se usar o secador, ele fica escorrido).

Thiago explicou que o tratamento deve durar uns seis meses. Ao contrário da progressiva, que vai saindo aos poucos, esse vai de acordo com o crescimento do cabelo, tendo que retocar apenas quando o volume no topo da cabeça já estiver incomodando novamente. E é imprescindível usar a linha de manutenção do tratamento, para prolongar os resultados.”

Confira o artigo na integra no Blog da Veja SP