Queda de Cabelo Feminino | Conheça as Principais Causas

por | 8 fev 2019 | Segredos de Salão

Você encontra muitos fios de cabelo no travesseiro e quando você escova parece tirar um tufo inteira de cabelo? Cuidado, você pode estar perdendo mais fios do que o normal. Conheça aqui as principais causas que podem levar a perda de cabelo feminina.

É normal perder de 50 a 100 fios de cabelo por dia. Mas segundo a Harvard Medical School, uma em cada três mulheres perdem mais do que isso. Há diversos elementos que podem ser responsáveis pelo aumento da queda de cabelos, incluindo genética, hormônios, medicamentos , estresse e até mesmo seu estilo de vida e cuidados diários com os cabelos.

A boa notícia é que muitas das causas de queda de cabelos podem ser tratadas e seus fios podem voltar a crescer normalmente após passar o evento que desencadeou a queda.

Calvice Genética

Você já deve ter ouvido falar da calvície masculina, que é bem mais comum que a feminina. Porém, mais de 21 milhões de mulheres nos EUA nascem com a versão feminina dessa condição, também chamada de Alopecia Androgenética, a principal causa de perda de cabelo em ambos os sexos. Esta é uma forma de queda de cabelos hereditária, determinada geneticamente e que começa a se desenvolver na adolescência,  quando os estímulos hormonais começam a aparecer.

Nos homens, o cabelo tende a ficar ralo na coroa e na região frontal (as conhecidas “entradas”) e pode levar a careca total. Nas mulheres, geralmente começa no topo da cabeça e progressivamente os cabelos ficam ralos, deixando o couro cabeludo exposto, com um aspecto parecido com uma árvore de natal com ramos desbastados. Porém, as mulheres raramente perdem todo o cabelo, em vez disso, seus cabelos tendem a ficar escassos, dando uma aparência de transparência no couro cabeludo. Geralmente os sintomas começam a aparecer mais fortemente depois das 40 e continuam pela sua vida.

Neste caso, o ideal é procurar um dermatologista ou médico tricologista, que podem receitar remédios para estacionar o processo e ajudar a recuperar a perda dos cabelos.  Segundo o International Journal of Women’s Dermatology, há diversos tratamentos hormonais que podem ajudar: Anticoncepcionais, Espironolactona, Ciproterona e Finasterida. 

Hormônios

As novas mamães às vezes se deparam com o cabelo caindo em tufos. A culpa é dos níveis de estrogênio que afundam após o parto . O cabelo geralmente reaparece quando os hormônios se estabilizam.

A Menopausa é outro gatilho hormonal para perda de cabelo temporária. Mais uma vez, seu cabelo vai crescer novamente, mas pode não ser tão cheio quanto antes.

Condições Médicas

A perda de cabelo pode ser um sinal de uma outra doença ou pode acontecer depois de uma doença e seus tratamentos. Por exemplo:

  • Doenças da tireoide.
  • Anemia (baixo teor de ferro no sangue).
  • Micose , que pode se espalhar de pessoa para pessoa e pode causar calvície.
  • Infecções ou febre alta.
  • Radiação e quimioterapia para câncer.
  • Doença auto-imune chamada Alopecia Areata: seu próprio corpo ataca seu cabelo, resultando em falhas circulares sem cabelos.
  • Alopecia Cicatricial, quando o cabelo começa a cair do meio do couro cabeludo e se espalha, deixando partes do couro cabeludo lisas e brilhantes  e pode originar cicatrizes nas áreas afetadas.
  • Diabetes.
  • Pílulas anticoncepcionais , diluentes de sangue e alguns esteróides.
  • Medicamentos que tratam artrite, depressão, gota, problemas cardíacos e pressão alta.

Nestes casos, na maioria das vezes a perda de cabelo é temporária e cresce de volta.

Estresse

O estresse é um grande transtorno da vida moderna. Pode ser desencadeado por uma morte na família, um divórcio ou desemprego e custar um pedaço do seu cabelo. Um choque repentino ou uma doença podem levar a uma condição chamada Eflúvio Telógeno, que se caracteriza pelo aumento na queda diária dos cabelos. Normalmente é percebido quando uma grande quantidade de seu cabelo cai enquanto você penteia ou lava.

O estresse também pode levar a uma desordem comportamental que gera um impulso incontrolável de arrancar cabelos da cabeça, das sobrancelhas e de outros lugares. Chama-se Tricotilomania e é uma maneira inconsciente de aliviar a tensão, a frustração e outros sentimentos desconfortáveis.

Dieta e Nutrição

Em geral a razão é a falta de nutrientes ou excesso de suplementos alimentares.

  • Perda peso (em geral mais de 10 kilos) em pouco tempo. A perda de cabelo geralmente aparece 3 a 6 meses depois de perder o peso e o cabelo volta a crescer novamente sem ajuda.
  • Falta de Ferro, Proteína e outros nutrientes
  • Vitamina A em excesso (geralmente com suplementos )
  • Anorexia (restringindo-se severamente de comida) e Bulimia (vomitando de propósito depois de comer)

Hábitos de Cuidados com o Cabelo

Se você usa o cabelo puxado para trás em um rabo de cavalo por um longo tempo, cuidado! Este hábito acaba causando danos físicos ao cabelo, como quebra, porosidade, ressecamento e redução do crescimento.  Outros hábitos que podem levar a problemas que de queda do cabelo incluem:

  • Alta temperatura de um secador de cabelos ou chapinha
  • Produtos químicos para alisamento e permanentes
  • Cabelos puxados com clipes, bandas ou alfinete
  • Excesso de lavagem ou escovação e pentear demais, especialmente quando seus fios estão molhados

→ VEJA AQUI: MUDE ALGUNS HÁBITOS DE CUIDADOS COM OS CABELOS PARA TER FIOS BONITOS SEM GASTAR UMA FORTUNA


Diagnóstico

Seu médico pode se concentrar no que está por trás de sua perda de cabelo com diferentes testes que provavelmente começarão com um exame físico e o entendimento do seu histórico familiar e médico. Em alguns casos são necessários diversos testes até identificar-se a causa, por exemplo: 

  • Exames de sangue para encontrar problemas como falta de ferro e doenças da tireóide .
  • Exame de eixo de cabelo:  usando um microscópio de luz, seu médico irá verificar se há alguma desordem no eixo do seu cabelo.
  • Teste de tração: puxando um pedaço do seu cabelo para ter uma idéia aproximada de quanto de seus fios estão sendo perdidos.
  • Exame do couro cabeludo: seu médico irá verificar se há alguma infecção ou inchaço e ver onde o cabelo está caindo. Isso pode ajudar a descobrir se você tem queda de cabelo genética.
  • Biópsia: amostras de pele do couro cabeludo são raspadas e coletadas e enviadas para um laboratório fazer testes. Isso pode dar ao seu médico uma visão mais detalhada do couro cabeludo e da raiz do cabelo.

 

Quer cuidar melhor dos seus cabelos, mas não sabe por onde começar? Conheça aqui os mais modernos tratamentos para cabelos, suas vantagens e indicações.